Fale conosco: +55 11 3181 8700 /     atendimento@radarinvestimentos.com.br      radarinvestimentos

logotipo radar investimentos

Dê um primeiro passo e receba um convite de abertura de cadastro

Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro



Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro

Boi gordo: mais volatilidade e mais participantes

por | 30 maio, 2019

Por Douglas Coelho da Radar Investimentos

O mercado futuro do boi gordo foi um dos destaques do mercado de commodities agrícolas nos últimos dias.

O preço do contrato de out/19 saiu da máxima da última sexta-feira (24/5) de R$164,50/@ para os atuais R$156,70/@ no momento que este texto estava sendo escrito. Foi um movimento relevante, em um período curto e com um volume também considerável.

A palavra que melhor define este comportamento é volatilidade.

Esse aumento da oscilação dos preços, abre mais janelas de oportunidade de entrada e saída de operações, não só no mercado futuro, mas também no mercado de opções. Isto pode ter chamado mais participantes que estavam apenas de espectadores ou mantinham posições menores.

Para o pecuarista que não está tão familiarizado com as ferramentas de proteção de preço e há algum tempo pensa em gerenciar seu risco, vale reforçar que a volatilidade é benéfica. As cotações do seguro de preço mínimo (put) tendem a ficar mais interessantes com a alta do mercado futuro. Enquanto, as cotações do seguro de alta (call) ficam mais atrativas com o futuro em baixa.

Note no gráfico abaixo a evolução dos contratos em aberto do boi gordo na b3 nos últimos 12 meses. Este incremento recente deve-se principalmente ao aumento do número de contratos de out/19, que desde abr/19 tem crescido e hoje está ao redor de 9,6 mil. No entanto, outros vencimentos como o jul/19 e ago/19 também tem ganhado alguma dinâmica.


190530_contratosemaberto_dg-5090047

Olhando para o mercado físico, houve poucas alterações de preços nos últimos dias. No entanto, boa parte dos frigoríficos tem ficado fora das compras nesta última quarta-feira e hoje, o que é incomum para meados da semana. Com poucas alterações da arroba no físico, é possível acreditar movimento sazonal de desova de animais de safra não foi observado com nitidez.

Além do boi gordo, os preços do milho também tiveram forte oscilação. O último relatório do USDA mostrando que apenas 58% da área foi semeada até a semana passada nos EUA contra 90% de 2018 e 90% nos últimos 5 anos deu o tom para a volatilidade do cereal.

As oportunidades são rápidas, mas felizmente tem surgido mais janelas e participantes frente aos meses anteriores para o produtor estruturar sua gestão de risco.

***Texto originalmente publicado no informativo pecuário semanal “Boi & Companhia” nesta última quinta-feira (30/5) da Scot Consultoria***