Fale conosco: +55 11 3181 8700 /     atendimento@radarinvestimentos.com.br      radarinvestimentos

logotipo radar investimentos

Dê um primeiro passo e receba um convite de abertura de cadastro

Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro



Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro

A Radar Investimentos leva aos clientes todas as oportunidades do uso do mercado futuro de forma simples e direta, desmistificando a ideia de complexidade e dificuldade de acompanhamento.
Há diversas alternativas, como proteção de preços, garantia de preços mínimos, operações estruturadas envolvendo mercados futuros e opções ou apostas especulativas no rumo dos preços das commodities, mas o auxílio de profissionais capacitados é único.

A Radar Investimentos leva aos clientes todas as oportunidades do uso do mercado futuro de forma simples e direta, desmistificando a ideia de complexidade e dificuldade de acompanhamento.
Há diversas alternativas, como proteção de preços, garantia de preços mínimos, operações estruturadas envolvendo mercados futuros e opções ou apostas especulativas no rumo dos preços das commodities, mas o auxílio de profissionais capacitados é único.

Boi gordo e milho

O mercado futuro de boi gordo e milho são opções que minimizam os riscos entre os elos do setor produtivo, permitindo a proteção de preços para produtores ou a expansão de ganhos para especuladores.

Para o produtor rural, há garantia de rentabilidade, pois, sabendo o custo de sua produção, é possível travar o preço de venda com o preço final da saca ou da arroba já definidos para venda.

Para o investidor, há a possibilidade de diversificação, volatilidade, liquidez, além de haver também a liquidação financeira somente. Ou seja, não há entrega física de mercadorias. Toda negociação é liquidada de maneira financeira, ajustando os valores entre os participantes (comprados/vendidos).

No caso do boi gordo, há vencimentos (contratos) para todos os meses, abrindo possibilidade para usar as ferramentas de proteção de preços de janeiro até dezembro. No caso do milho, em função da sazonalidade de produção, os vencimentos são: janeiro, março, maio, julho, setembro e novembro.

Os dois principais conceitos do mercado futuro do boi gordo e do milho são a margem de garantia e o ajuste diário.

A margem de garantia é o valor exigido pela B3 para garantir que a compra/venda será liquidada. O conceito é similar a um caução, pois no final da operação esta margem de garantia será devolvida. Além do valor financeiro em si, a bolsa brasileira aceita a alocação de determinados títulos, sejam eles de renda fixa (CDB, Tesouro Direto ou LCA/LCI) ou ações.

Já o conceito de ajuste diário é o fluxo financeiro referente a operação na conta do investidor. Após o fechamento de cada dia haverá crédito ou débito de acordo com a posição assumida na compra ou na venda do boi gordo e/ou milho.

Quanto eu preciso para atuar no mercado futuro do boi gordo?

A margem de garantia do boi gordo é definida exclusivamente pela B3, varia de acordo com o patamar de preço da arroba e condições de risco do mercado. Atualmente, a chamada de margem gira ao redor de R$8.700/contrato.

Quanto eu preciso para atuar no mercado futuro do milho?

A margem de garantia do milho é definida exclusivamente pela B3, varia de acordo com o patamar de preço da arroba e condições de risco do mercado. Atualmente, a chamada de margem gira ao redor de R$2.800/contrato.

O que é o ajuste diário no mercado futuro?

Exemplo: Comprou 1 contrato de BGIV (boi outubro) em R$320. A unidade padrão do contrato de boi é 330@. No dia seguinte, esse contrato valorizou para R$321. Então, em sua conta aberta na Radar Investimentos, receberá um ajuste diário positivo de: R$1 * 1 contrato * 330@, ou seja, receberá R$330,00. No entanto, o contrário é verdadeiro. Caso o contrato no próximo dia tenha desvalorização de R$321 para R$320, em sua conta haverá um ajuste diário negativo de: R$1 * 1 * 330@, ou seja, um débito de R$330. E assim por diante, até a liquidação da operação ou o encerramento do contrato.

Como saber quantos contratos eu preciso negociar para travar o preço da arroba no mercado futuro?

A unidade padrão do contrato futuro de boi gordo é de 330@. Para obter a quantidade de contratos, basta dividir o número de arrobas abatidas em cada mês por 330. Lembrando que não há fracionário, sempre de 1 em 1.

Exemplo: Tenho abate de 2800 arrobas para outubro. Então, 2800 / 330 = 8,48. Como não há fracionário, é melhor ficar mais protegido do que menos protegido. Deve negociar, assim, 9 contratos futuros de boi gordo.

Posso comprar e vender contratos futuros (boi, milho, café e outros) no mesmo dia?

Sim, esse tipo de operação é chamado de day trade. Para essa operação não é exigida margem de garantia, já que a operação é iniciada e finalizada no mesmo pregão. Além disso, a vantagem em relação ao negócio normal (de um dia ou de uma semana para a outra) são os custos operacionais, que são relativamente menores.

O que pode ser usado como margem de garantia?

A margem de garantia serve como um cheque caução. Ao liquidar a
operação, a margem é liberada de volta.

Os ativos mais comuns usados como margem de garantia são Títulos
Públicos (Tesouro Direto), CDBs (de acordo com o lastro do emissor) e
LCAs/LCIs (de acordo com o lastro do emissor). Ações e o saldo financeiro
também podem ser usados como margem de garantia.

Dólar e índice

Os mercados do dólar e do índice são o termômetro do mercado financeiro para apetite ou aversão ao risco. A volatilidade e a liquidez são vantagens para entrada e saída rápida de operações nestes mercados.

O investidor consegue operar com baixo custo e lucrar as variações destas cotações.

As nossas plataformas eletrônicas possuem velocidade e transparência, o que facilita o acompanhamento para os investidores, desde os iniciantes até os mais experientes.

Spread

O spread do mercado futuro é negociar um vencimento fazendo a posição contrária com outro vencimento.

Exemplo: Ao ver o aumento da diferença de preços entre os contratos de milho setembro (CCMU) e milho novembro (CCMX), o cliente acredita que esta diferença, dadas determinadas condições de mercado, deveria ser menor. Então ele compra 1 contrato do CCMU e vende 1
contrato do CCMX.

Neste caso, o cliente “especula” um encurtamento desta diferença entre os contratos. O lado positivo é que não é uma operação direcional e chama menos margem de garantia do que uma operação comum.

*Lembrando que isto não é uma recomendação e sim uma apresentação das ferramentas de proteção de preço.

ESTRUTURAS DE GESTÃO DE RISCO

Formas de usar as ferramentas de proteção de preço

Opção de venda (put)

Para o pecuarista, a opção de venda funciona como uma garantia de preço mínimo. Quando o pecuarista efetua uma venda no mercado futuro, o que ele define é o preço de venda da arroba, portanto se o preço subir ou cair, ao final da operação, o resultado será o mesmo. No caso das opções de venda, o que é garantido é um preço de venda mínimo. Se esse preço mínimo for suficiente para cobrir os custos de produção (incluído neles o próprio custo para se adquirir a opção) o que está garantido é uma rentabilidade mínima para o investimento. No caso de um mercado em alta, os ganhos não ficam limitados e o pecuarista aproveita todo o movimento de alta.

Opções de seguros de preço

Após 2017, o aumento da procura pelo mercado de opções foi um destaque, seja de compra ou de venda. Por estes instrumentos atenderem as necessidades dos produtores de forma completa, têm sido cada vez mais procurados para o gerenciamento do risco de preços na agropecuária. Toda essa procura gera liquidez e permite a execução de estratégias de hedge e/ou especulativas mais customizadas do que aquelas proporcionadas apenas pelo mercado futuro. A Radar Investimentos apresenta para seus clientes as estruturas que podem ser utilizadas pelos confinadores na gestão de riscos de seus empreendimentos.

Opção de call

A call é o inverso da put. Na call, o pecuarista tem uma trava de alta, enquanto na put ele tem um seguro de preço mínimo. A dinâmica é praticamente a mesma, mas essa ferramenta traz segurança caso os preços entrem em tendência de alta. É comumente usada por consumidores de milho e recriadores na compra do bezerro. Exemplo: Tenho uma fazenda comprada e o pagamento será em arrobas, quais as operações mais comuns? Com uma dívida em arrobas, o risco é que a arroba do boi gordo suba. Então, as operações que fazem sentido seriam a compra de uma call ou a compra de mercado futuro.

*Lembrando que isto não é uma recomendação e sim uma apresentação das ferramentas de proteção de preço.

Chegou o momento de
iniciar um novo ciclo em
sua vida financeira.

Dê o primeiro passo, receba um convite de
abertura de cadastro

Se preferir, fale com a gente