Fale conosco: +55 11 3181 8700 /     atendimento@radarinvestimentos.com.br      radarinvestimentos

logotipo radar investimentos

Dê um primeiro passo e receba um convite de abertura de cadastro

Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro



Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro

Minerva/Queiroz: devemos ter novas unidades habilitadas à China em 2 ou 3 semanas

por | 26 jul, 2019

Por Augusto Decker da Agência Estado

São Paulo, 26/07/2019 – O CEO da Minerva Foods, Fernando de Queiroz, afirmou que a empresa espera ter novas unidades habilitadas para exportar à China num período entre duas e três semanas. “Há uma missão do governo Bolsonaro indo à China em agosto, num processo que já dura entre três e quatro meses. Todos os questionamentos das autoridades chinesas foram respondidos. Devemos ter, entre duas e três semanas, uma aprovação de novas unidades”, afirmou ele há pouco em teleconferência com investidores.

Na semana passada, a China fez inspeções por videoconferência em plantas de aves e suínos no Brasil. Ainda não foram feitas inspeções parecidas em unidades de carne bovina.

Queiroz também citou outros mercados com perspectivas positivas: “É provável que um país relevante como a Indonésia inicie compras do Brasil. Tem também os Estados Unidos, que visitaram fábricas brasileiras, então devem ser retomadas as exportações brasileiras para lá. E o governo Bolsonaro também colocou o Japão como meta”, disse.

Ele relatou, ainda, que, por causa da peste suína e de problemas em países concorrentes no fornecimento de proteína animal, como Austrália (clima) e EUA (uso de hormônios), há oportunidades muito relevantes para o Brasil e para toda a América do Sul.

O CEO afirmou também que acredita que o consumo e a produção de carne suína na China devem cair por causa da peste suína africana, e o consumo deve ser parcialmente substituído por outras carnes, como a bovina.