Fale conosco: +55 11 3181 8700 /     atendimento@radarinvestimentos.com.br      radarinvestimentos

logotipo radar investimentos

Dê um primeiro passo e receba um convite de abertura de cadastro

Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro



Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro

Estados do Sul e Oeste dos EUA enfrentam altas taxas de hospitalização por covid-19

por | 24 jun, 2020

Por Valor Econômico

Texas informou nesta quarta-feira ter registrado o maior número de pacientes em hospitais do Estado desde o início da pandemia de covid-19, mas não está sozinho, segundo uma análise publicada pelo jornal “Financial Times”. Outras áreas do Sul e do Oeste dos Estados Unidos enfrentam o mesmo problema e estão tendo que lidar com um recorde de hospitalizações por causa da doença.

Dados do Covid Tracking Project mostram que 5.489 pessoas foram diagnosticadas com o novo coronavírus no Texas entre segunda e terça-feira, um novo recorde. Em todo os EUA, o número de casos se aproximou de 33 mil, a maior cifra desde 1º de maio.

A alta nas hospitalizações pode representar um sinal de que as infecções por covid-19 estão avançando. Este indicador cresce pouco depois de o número de casos subir e precede um aumento na ocupação de unidades de terapia intensiva.

Ontem, 381 foram admitidas em hospitais texanos, a maior alta desde 5 de abril. No total, 4.092 estão sendo atendidas nas unidades de saúde da região, um recorde desde o início da pandemia

As hospitalizações também cresceram na Califórnia, que ontem registrou 5.019 casos da doença, a maior cifra diária já contabilizada. Mais 261 foram internadas no Estado, elevando o total para 5.065, uma alta de 15% na comparação com o mês passado.

Vários Estados no Sul e no Oeste que já avançaram na reabertura de suas economias também estão observando recordes nos dados de novas hospitalizações. São os casos da Geórgia, Carolina do Norte, Carolina do Sul, Alabama, Tennessee e Arizona.

A Flórida também registrou alta nos casos de covid-19, mas não fornece uma série histórica sobre as hospitalizações por covid-19 nas unidades estaduais, o que dificulta comparações.

Nova York, o Estado mais atingido pela pandemia em todo o país, tinha apenas 1,1 mil pacientes nos hospitais até ontem, apenas 6% dos 18.825 que chegaram a estar internados simultaneamente em abril, no pior período da crise.