Fale conosco: +55 11 3181 8700 /     atendimento@radarinvestimentos.com.br      radarinvestimentos

logotipo radar investimentos

Dê um primeiro passo e receba um convite de abertura de cadastro

Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro



Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro

Não é apenas pelo diesel

por | 25 maio, 2018

Por Leandro Bovo

É muito difícil você perceber a importância de determinados acontecimentos quando você está no meio deles. As mudanças grandes mudanças históricas acontecem através de fatos muitas vezes desconexos, mas que somados causam movimentos tectônicos que modificam o rumo da história. É quase impossível ter essa percepção quando você faz parte desses movimentos ou os acompanha ao vivo pela televisão ou internet.

Para mim o protesto dos caminhoneiros sinaliza de forma muito evidente que estamos no fim de um modelo econômico social e teremos que construir outro. O petróleo subiu no mundo todo, o dólar subiu no mundo todo e jogou um enorme abacaxi nas mãos do governo… Como atender à demanda dos caminhoneiros? Obrigando a Petrobras a subsidiar os combustíveis levando-a à um estado de quase falência como fez o governo anterior? Ou então abaixar ou zerar os impostos extorsivos que incidem nos combustíveis? E caso seja essa a alternativa, como arcar com o custo absurdamente alto da máquina estatal, com ineficiências, roubalheiras e privilégios de todos os tipos? Os estados irão abrir mão de sua parte no ICMS dos combustíveis??

A revolta dos caminhoneiros não é apenas pelo custo do diesel, mas sim contra o chamado “Custo Brasil”, e tudo que ele representa. Na realidade esse é um sinal inequívoco aos governantes de que não é mais possível resolver os problemas do Brasil com mais arrecadação. A saída vai ser diminuir gastos, e aí que a grande revolução pode se iniciar…

Estamos em um ano eleitoral e o discurso dos candidatos irão variar entre o populismo quase infantil de vender a ideia de que é possível resolver essas questões de forma simples ou a realidade dos fatos irá se impor e será eleito um governante com um plano de ação de longo prazo para equacionar e endereçar a solução real do problema?

O que estamos vivendo hoje com a paralisação dos caminhoneiros pode entrar para esse grupo de momentos disruptivos, mas isso só a história dirá…