Fale conosco: +55 11 3181 8700 /     atendimento@radarinvestimentos.com.br      radarinvestimentos

logotipo radar investimentos

Dê um primeiro passo e receba um convite de abertura de cadastro

Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro



Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro

China eleva importação de carnes em quase 30% em janeiro e fevereiro

por | 8 mar, 2021

Por Reuters

A China importou 1,6 milhão de toneladas de carne nos primeiros dois meses do ano, mostraram dados de alfândegas no domingo, com alta de 27,6% na comparação anual, à medida que o país, principal consumidor de proteína animal do mundo, buscava criar estoques para lidar com escassez no mercado doméstico.

Os embarques cresceram frente aos 1,26 milhão de toneladas do mesmo período do ano anterior com a China vendo sua produção de carne suína, a mais consumida, ainda afetada pelos surtos de peste suína africana iniciados em 2018.

A produção de carne de porco da China caiu 3,3% em 2020, depois de ter desabado 21% no ano anterior, impulsionando as importações para um nível recorde, impactadas também por quarentenas adotadas contra a disseminação da Covid-19.

Os preços domésticos da carne suína na China caíram em outubro, mas depois subiram fortemente no final de novembro, com perspectivas de chegada do feriado de Ano Novo Lunar em fevereiro, o que tornou mais atrativa a carne importada.

Com uma retomada de doenças em suínos durante o inverno, houve aumento nos níveis de abate de animais, com fazendeiros enviando porcos mais leves para o mercado devido a preocupações com surtos da peste.