Fale conosco: +55 11 3181 8700 /     atendimento@radarinvestimentos.com.br      radarinvestimentos

logotipo radar investimentos

Dê um primeiro passo e receba um convite de abertura de cadastro

Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro



Dê o primeiro passo e receba
um convite de abertura de cadastro

USDA: qualidade das lavouras de milho nos EUA teve leve piora na semana

por | 26 jul, 2021

São Paulo, 26/07/2021 – A qualidade das lavouras de milho nos Estados Unidos piorou levemente na semana encerrada no último domingo (25), informou há pouco o Departamento de Agricultura do país (USDA), em relatório semanal de acompanhamento de safra. De acordo com o documento, 64% da safra apresentava condição boa ou excelente, redução de 1 ponto porcentual ante a semana anterior. Um ano antes, essa parcela era de 72%. O USDA disse também que 79% da safra tinha formado espigas, ante 79% um ano antes e 73% na média dos cinco anos anteriores. Além disso, 18% da safra tinha formado grãos, ante 20% na data correspondente do ano passado e 17% na média de cinco anos.

Quanto à soja, o USDA disse que 58% da safra apresentava condição boa ou excelente, piora de 2 pontos porcentuais ante a semana anterior. Na época correspondente do ano passado, essa parcela era de 72%. O relatório mostrou que 76% da safra tinha florescido, ante 74% em igual período do ano passado e 71% na média de cinco anos. Segundo o relatório, 42% da safra tinha formado vagens, ante 40% na data correspondente do ano passado e 36% na média de cinco anos.

O USDA informou também que 84% da safra de trigo de inverno tinha sido colhida, ante 80% um ano antes e 81% na média.

Quanto ao trigo de primavera, o USDA informou que 9% da safra apresentava condição boa ou excelente, uma piora de 2 pontos porcentuais em relação à semana anterior. Um ano antes, essa parcela era de 70%. O USDA disse também que 97% da safra tinha perfilhado, ante 96% um ano antes e 97% na média. Além disso, 3% da safra tinha sido colhida, em comparação a 1% um ano antes e 2% na média de cinco anos.

O relatório mostrou também que 61% da safra de algodão apresentava condição boa ou excelente, uma melhora de 1 ponto porcentual ante a semana anterior. Segundo o USDA, 78% da safra tinha florescido, em comparação a 82% um ano antes e 83% na média de cinco anos. A agência disse também que 37% da safra estava formando maçãs, ante 40% um ano antes e 42% na média. Fonte: Dow Jones Newswires.